segunda-feira, 2 de março de 2009

A revolta de um porco pensante - Por D. Donson


Eu sempre fui um porco. Minha mãe, a porca, foi quem me deu a luz. O problema de ter nascido porco é que nunca pude dizer o que sinto para o bicho-homem. Ele pensa que não sei a diferença entre eu que sou porco e ele que é homem grande e que me supera. Claro que sei: bicho-homem fala e por falar demais acha que animal não entende.


No entanto, estou cansado de minha vida de porco. Sobretudo porque metade da minha família já seguiu para o abate e a mim soa solitário meus grunhidos ininteligíveis. Estou com muito medo e muita raiva. A vida toda fui vítima de abuso: só por nascer porco, não significa que gosto de sujeira e de fedor. Só por nascer porco, não sou obrigado a dividir meu alimento com gente que mal conheço. Só por nascer porco, não preciso ser porco literalmente. Céus... Também tenho minhas vaidades. Se bicho-homem não tem respeito pela pessoa de um porco, que dirá então de seus semelhantes?


Confesso que jamais fui com a cara do bicho-homem. Sempre tão arrogante, tão bruto e injusto... Não me lembro de ter visto ele tratar as vacas da mesma forma agressiva que me trata. E minha mãe? Deus a tenha. Foi traumático vê-la na mesa de Natal. Olha, eu vou te contar uma coisa, o bicho-homem é por demais falso. Não dá nada a ninguém – antes toma. E se ganho este monte de comida o dia inteiro, com certeza é porque meu lombo é atraente e saboroso. E me desculpe o desabafo. É que corro muitos perigos, como todo porco que vive e tem ciência de seus direitos.
Pela lei, posso viver até doze anos. É uma infâmia nascer para morrer antes do tempo.


Insisto na idéia de que nós, os porcos, não precisamos morrer tão jovens. Só o homem morre quando quer? É segredo nosso: quando nos matam antes do tempo, fazemos questão de duplicar o colesterol da carne, assim, não tarde, eles enfartam e conhecem o Deus que tudo fez. Outra coisa que discordo, é esta história de Deus deixar tudo na mão de homem, como se nós não pudéssemos cuidar de nossos focinhos.


Juro que tentei ser doméstico, simpático, dócil. Como recompensa, só levei traições e abusos por parte do bicho-maior, o ser excepcional, o ser humano. Eles fazem isto só conosco ou entre eles de maneira geral? Sim, porque entre porcos há união e quando um vai para o forno é tristeza geral. Tanto que quando minha mãe se foi não comemos por quase uma manhã inteira... Vez ou outra há festa na fazenda. É o momento de dura perseguição. Quando matador abre a cerca, não se vê uma viva alma no celeiro. Galinha que é esperta se esconde na palha. Eu tento não fazer barulho, como me ensinou minha mãe.


O fato é que todo mundo aqui está na revolta com esses humanos. Ser bicho não é mais como antigamente: agora eles comem até nossa cabeça. Venho por esta manifestar a insatisfação da classe dos animais. Podem entender como ameaça, esta é a intenção. Se as coisas não mudarem, vamos arrancar bicho-homem do topo da cadeia alimen... Dizia isto o porco quando chegou o tratador e o levou para o matadouro. Moral da história: em terra de homens, a opinião particular de um porco é inconstitucional.

7 comentários:

joyce domingos disse...

dani vc é sensacional moço....

A maneira como tu desenvolve,como tu leva o texto é brilhante,me impulsiona a escrever tbm...a querer ser tãaao brilhante como tu...

pobrezinho do porquinho....minha consciência de ''bicho-homem'' ficou pesada por ele^^

eu simplesmente adorei seu post dani....assim como mesmo sem tê-lo visto,adoro vc^^

um enooorme beijo dani....

manzas disse...

Sublimes versos escapam das almas dos poetas
Viajando até ao fundo dos céus como balões …
Suspensos ficam no tecto brilhando poesias inquietas
Reflectindo olhos orvalhados em prados de emoções

Dedicado a todos
Os poetas e poetisas
Deste mundo,
Os que já adormeceram,
E aos outros
Que ainda nem sono têm...

Bem hajam!

Um resto de uma boa semana...

O eterno abraço…

-MANZAS-

manzas disse...

Tocavam os raios ensolarados e madrugadores
Nas vastas planícies, terras por conquistar…
Do chão brotavam vidas e esperanças de amores
Colhidas por ninfas ao som de flautas, a dançar

Mas nessas terras, também corriam ventos de tirania
Trazidas por lordes e senhores de um Rei ditador…
Cobrando liberdade a um povo que por ela ardia
Forçados às leis impostas pelas espadas, suor e dor

Um resto de uma agradável semana!

Bem-haja!

O eterno abraço…

-MANZAS-

Colibri disse...

Caro amigo,

Ser porco pode ser mesmo um negócio sujo...

Um abraço
Colibri
--
Vem descobrir os Testemunhos de Glória…

manzas disse...

O sol rasga os panos do horizonte
Em pacífico brilho de sua magnitude…
Cadenciado ondular que em mar bronze,
Excelsa beleza no marulhar da virtude!

A rocha na ânsia do dia, bebe sedenta do mar,
Firmada num profundo e desigual chão azul …
Cristalizadas águas reflectem o planar,
Das majestosas e imperais… gaivotas do sul!

Gostava que comigo
Desse asas á sua imaginação,
No… “Portal da rocha… penedo do guincho!”

Um bom fim-de-semana,
Com muita inspiração
E na mente… um sorriso!

O eterno abraço…

-MANZAS-

ICH LÍEBE DÍCH-1 disse...

AMIG0...
Um dia, a paz vestiu-se de homem e conviveu com a humanidade sofredora e aflita.
Conservava-se em paz mesmo diante das situações mais turbulentas e assustadoras.
Diante da tempestade no mar, pediu calma.
Caluniado, exemplificou tranqüilidade.
Agredido, manteve-se sereno.
Pregado na cruz, permaneceu em paz.

Todavia, antes de partir teve ensejo de dizer:

"A minha paz vos deixo, como exemplo.
A minha paz vos dou, como modelo a ser copiado."

A você meu amigo, desejo uma FELIZ PÁSCOA!

BEIJOS.......NA ALMA!!!
DINA


FELIZ PÁSCOA......

freefun0616 disse...

酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店經紀,
酒店打工經紀,
制服酒店工作,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
酒店經紀,

,酒店,